domingo, junho 6

Porta Aberta

4
Venha.
Pode vir.
Esperei por ti.
Foi tanto tempo que nem sei.

Eu reguei as plantas,
Tive de trocar os tapetes,
deixei que estivessem os mesmos móveis,
os mesmos móveis tão belos que outras não conseguiram quebrar.

Não tenha medo de entrar,
eu tinha certeza que você chegaria,
cedo ou tarde era de se esperar seu aparecimento.
Eu fico tão feliz em saber que você chegou por aqui que nem sei.

Aqui tem muitos quartos,
mas tem um que é só seu por merecimento.
É um quarto grande com quadros belíssimos e janelas abertas,
tudo isso para que você possa dormir tranquilamente e que nunca queira sair.

Eu pensei em construir uma cidade por aqui,
pensei em alugar uns quartos só para quem você autorizar.
Mas terminei desistindo com a certeza de que você saberia o que fazer,
aí estou aqui agora com esse tapete imenso pedindo que você entre e conheça meu coração.

4 Response to Porta Aberta

6 de junho de 2010 12:22

Show de bola o blog heim Jonatan

Aliás o layout ficou foda demais.
flw

6 de junho de 2010 12:24

Realmente adoro voltar a seu espaço, cara você é um dos melhores poetas da blogosfera...

6 de junho de 2010 12:32

Fodástico = FATO!

6 de junho de 2010 12:46

me alegrou ler seus rabiscos, acredite, procurava algo assim, sem alienação juvenil adolescente !

:D

escrevo também, visite-me:

http://preludiopostumo.blogspot.com/

belo blog, PARABÉNS !