segunda-feira, outubro 4

Espelhado

1
Hoje,
o ato se repete no espelho quebrado,
rachado,
com a imagem de seu coração esquartejado,
sangrado e virulento.

(Seus gestos pesados cansam sua vista,
cansam os gestos que você faz e te envelhece
no espelho onde você está desnudo, despido)

Hoje,
as coisas se repetem com um pouco mais de vida,
e as coisas se enaltecem com o ritmo da morte,
ontem se passa por hoje,
você é prisioneiro do que você foi.

(Meu corpo responde perguntando onde você está,
por que lugar caminha)

Hoje,
o espelho está coberto,
os movimentos estão ali,
mais vivos do que eu.

Sou reflexo de mim,
isso não é tão simples de se ler.

1 Response to Espelhado

Wiliana
5 de outubro de 2010 01:34

"Você é prisioneiro do que você foi."
"Sou reflexo de mim,
isso não é tão simples de se ler."
Amei!!!

Texto todo lindo...
(novidade... rs.)
Porque nós somos reflexos do que fomos, do que somos, do que seremos...

Meu anjo de luz...