domingo, março 21

Saudade do Tom Amigo

2
Queria te beijar,
se não existisse Deus.
E queria me punir menos,
me julgar menos.
Ser menos severo comigo mesmo.
Queria te abraçar e sufocar a saudade,
lembrar das nossas tardes de conversas filosóficas.
Queria pegar tua mão e beijar o máximo e dizer que te amo e te respeito.
Queria que os homens fossem menos machos e mais homens.
Mas, tudo parece decorrer bem.
Tudo parece ser normal.
Te amo como se você fosse eu.
Te amo na medida desmensurada que não me amo.
Eu te amo. Te amo. Amo.

2 Response to Saudade do Tom Amigo

22 de março de 2010 07:45

Ai...
(Te amo como se você fosse eu.)
Que lindo!!!

A pessoa que você dedicou esse linto texto deve ta super alegre, em?!

Lindão, amiguinho!!!
rs

22 de março de 2010 15:30

Ah...

a pessoa não sabe nem lerá, acredito.

Bjo, borboleta!