quinta-feira, fevereiro 25

Vermelho, Amarelo, Verde

4
De repente estava no beco da indecisão, avistava a passagem da paixão do outro lado da avenida. Sabia que não voltaria para a rodovia do sofrimento, estava a caminhar pelo caminho que minha mãe disse que tomasse muito cuidado.

Faltavam placas, nada era pavimentado.

Estava meio que apaixonado. Meio que perdido por tanto ter caminhado, eu já estava cansado de ser esquecido pelo amor e de sempre ser melado de lama com o amor dos outros nas esquinas, rente ao ponto ônibus, nos escurinhos.

São vários caminhos, é tão complicado amar assim como se não quer nada a andar nas ruas feito um bobo. A esperança de pelos menos o semáforo quem sabe funcionar, alivia-se o corroer intenso infestado no espírito; o engarrafamento sendo liberado; as mãos nervosas, o rubor, o arrepio, o ponto máximo, o encontro, a casa, a família. Uma história.

4 Response to Vermelho, Amarelo, Verde

26 de fevereiro de 2010 12:23

bom o texto ! parabens pelo blog ! bem clean ! show de bola !

passa la
http://futebobeiras.blogspot.com/2010/02/depois-do-apito-sexta-26022010.html

26 de fevereiro de 2010 12:25

muito bom cara
ATÉ O TITULO JÁ É ANIMADOR!

26 de fevereiro de 2010 12:36

Olá! Obrigado pela visita e pelo comentário! Já sou seguidor no blog e no Twitter...
Ah! Seguindo pq gostei, ok?

26 de fevereiro de 2010 12:39

O.k, obrigado!
eu também gostei do Sintonize sua Vida, mas não encontrei o link de seguir, de qualquer forma já salvei por aquí e postarei nos post's mais intimos da minha parte!